Body Talk e a Física Quântica

BODY TALK E A FÍSICA QUÂNTICA:

Justificativa desse item:

O campo da Física Quântica ainda é muito novo para mim, como também deve ser para muitas pessoas que acessam o meu site. Existem algumas publicações sobre Física Quântica já traduzidas para o Português, no entanto, essas publicações trazem as respostas alcançadas das análises e pesquisas feitas e, raramente, falam como chegaram a tais respostas, ou não dão exemplos para que todas as explicações sejam melhor entendidas por um leigo. Por isso, o que procuro fazer aqui são comentários sobre alguns pontos, como também faço transcrições literais de alguns livros sobre o assunto: ‘O Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami, O Código de Cura, Dr. Alexander Loyd, PH.D. e Dr Bem Johnson. (Ed.BestSeller, Rio de Janeiro, 2013) e Quem se Atreve a ter Certeza? do Dr. José Pedro Andreeta e Maria de Lourdes Andreeta (São Paulo, 2004, Ed. Mercuryio)  para que elas possam trazer mais luz para quem ainda não leu algo sobre a Física Quântica.

Outro objetivo que tenho com essas transcrições é complementar a informação sobre um dos fundamentos que sustenta a filosofia e a prática do Body Talk, ou seja, os conhecimentos científicos da Física Quântica que corroboram de maneira irrefutável com o trabalho realizado por todo o mundo pelos Terapeutas Body Talk.

Consciência é tudo:

Esse é um dos princípios em que a Terapia Body Talk se baseia:

Do Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami: Para os Físicos Quânticos, “os praticantes de medicina alternativa estão na trilha da medicina quântica e ela está se tornando cada vez mais popular. Na verdade, os místicos sempre estiveram certos, que a consciência é o fundamento de todo ser, inclusive da matéria e do cérebro, e que a ciência precisa ser construída sobre essa metafísica e não sobre a metafísica materialista tradicional”.

Body Talk, acessando as possibilidades do cliente:

Do Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami: Os Físicos que falam com propriedade das novas descobertas da Física Quântica afirmam que “o novo paradigma da ciência está baseado no primado da consciência, integrando a ciência e a espiritualidade. Para eles a consciência vem em primeiro lugar, ela é o fundamento de todo ser. Tudo o mais, inclusive a matéria, é uma possibilidade da consciência. Na Física Quântica o que normalmente percebemos como ‘coisas’ não é visto como coisas, mas como possibilidades à disposição da escolha da consciência. É a consciência que escolhe, e nisso está o seu poder de causação descendente, ou seja, a consciência atuando causalmente sobre a matéria, a consciência acima da matéria”.

Relato de pesquisas na Física Quântica:

Fiz a escolha de dois relatos interessantes para que possamos compreender os avanços da Física Quântica no campo energético:

Primeiro Relato:

Vamos então transcrever uma parte do livro: O Código de Cura, Dr. Alexander Loyd, PH.D. e Dr Bem Johnson. (Ed.BestSeller, Rio de Janeiro, 2013) com relato interessante sobre as pesquisas que foram realizadas nesse campo da Física Quântica: “Em 1998, rasparam células do céu da boca de um sujeito e as colocaram num tubo de ensaio. Ligaram o tubo de ensaio a um detector de mentiras, ou polígrafo. Depois ligaram o sujeito a um polígrafo, mas em uma área totalmente diferente do prédio. Fizeram o sujeito a assistir a diferentes tipos de programas de televisão – calmos, tranquilizadores, violentes e estimulantes. Descobriram que as células do indivíduo registravam a mesma atividade exatamente no mesmo instante que ele. Quando o indivíduo assistia a programas calmos e tranquilizadores, sua resposta fisiológica, e a de suas células, se acalmavam. Quando os programas eram estimulantes, o indivíduo e suas células apresentavam excitação fisiológica. Continuaram a separar cada vez mais o indivíduo de suas células até uma distância de 80 quilômetros. Tinham se passado cinco dias desde que as células tinham sido raspadas do céu da boca do sujeito, e elas ainda registravam a mesma atividade no mesmo instante que ele.”

Comentando o primeiro relato:

Esse experimento foi colocado aqui para entendermos como as nossas células funcionam de maneira totalmente interligadas com aquilo que pensamos/sentimos. Segundo esses escritores, nossos problemas de saúde ou de doença são todos arquivados nas células. Nossas memórias não estão no cérebro como sempre se acreditou, pois ele é apenas um processador, mas nossas memórias estão presentes em todo o nosso corpo, em todas as nossas células. Somos um todo integrado e único. Sabemos disso, porque nossas dores e nossas doenças vão se manifestando por cada parte de nosso corpo e hoje já é sabido que existe um tipo de comportamento característico para cada tipo de doença. A literatura pelo mundo a fora já nos mostra isso. Nesse exemplo, a transferência inconsciente das informações simplesmente alcançou as células do indivíduo. No exemplo, o indivíduo está transferindo sensações e emoções sobre aquilo que vê e suas células se modificam a partir disso. E isso nos leva a questão de como nossos pensamentos, nossas sensações, nossos sentimentos são passados para o nosso corpo de maneira tão automática que não temos sequer a ideia de quanto isso é maravilhoso e, ao mesmo tempo, assustador também. A frequência das nossas emoções gera mudanças sutis em nosso corpo. Um problema de estômago se torna algo agravante porque, mesmo que ele se renove a cada cinco dias, os nossos pensamentos repetitivos e nossas emoções modificam esse padrão energético e nós continuamos doentes! Para os autores: “Todas as enfermidades e doenças são causadas por energia suficiente em um nível celular. A baixa de energia é base de todas as doenças.”

Segundo Relato:

Outro relato: “Outro experimento com efeitos muito parecidos, mas com dois indivíduos em vez de um e suas próprias células, foi chamado de experimento de Einstein-Podolsky-Rosen. Nesse estudo muito importante, escolherem dois indivíduos que não se conheciam, lhes deram alguns minutos para se conhecerem superficialmente e depois os puseram a 15 metros um do outro em uma gaiola de Faraday (gaiola eletromagnética). A gaiola de Faraday impede a entrada e saída de frequências de rádio ou outros sinais. Por exemplo, você pode pôr uma antena de transmissão de FM em uma gaiola Faraday  e, a 15 metros de distância, não conseguir receber essa frequência e sintonizar seu rádio nela, porque a gaiola a bloqueia. Em resumo, a gaiola Faraday bloqueia energia normal, mas permite o fluxo de energia quântica e isso que se explicará a seguir. Uma vez dentro da gaiola, os dois indivíduos foram ligados a um eletroencefalógrafo (EEG), que monitora a atividade neurológica. A luz de uma lanterna foi projetada nos olhos, dessa maneira causa atividade neurológica mensurável e uma visível contração das pupilas. No instante que fizeram isso, a atividade neurológica medida pelo EEG e a contração das pupilas dos dois indivíduos foram as mesmas. Eles trocaram os indivíduos e os afastaram cada vez mais, sempre com esses resultados.”

Comentando o segundo relato:

Existem muitos relatos parecidos a este em todos os livros que li sobre Física Quântica e todos eles falam a mesma coisa: a transferência de energia. Estamos sempre transferindo informações em um nível inconsciente para pessoas a quem estamos ligados até de modo superficial. Em outros exemplos, ao invés de luz de uma lanterna, eles utilizaram duas pessoas conhecidas, cada uma em uma gaiola e somente uma via imagens – calmas, tranquilizadoras, violentas e estimulantes. O outro, que estava em outra gaiola, tinha organicamente modificações parecidas ou idênticas às reações orgânicas daquele que via as imagens. Como isso pode ocorrer? Isso é Física Quântica, isso é o que ocorre naturalmente em nossas vidas. Um exemplo é quando nós ficamos estressados ao lidar com pessoas estressadas ou quando a gente diz que determinado ambiente ou pessoa está com energia estranha. A gente sabe disso, mas como não havia uma explicação lógica sobre isso, a gente nem levava muito a sério essas pessoas mais sensitivas.

Body Talk, conexão energética:

Esses experimentos citados também mostram que não há limite para que a informação de uma pessoa passe para a outra a qualquer distância e isso vem justificar as sessões de Body Talk feitas a distância. Como ainda é algo muito novo, não se tem dados científicos confirmando os resultados. O que confirma essa possibilidade são os relatos de pessoas que já receberam sessões a distância e que melhoraram de seus sintomas.

Terapeuta, o observador quântico:

A partir desses dois exemplos, podemos entender como o Body Talk funciona para que o corpo do paciente possa se comunicar de maneira sincrônica e assim, se equilibrar. Explicando: O Terapeuta Body Talk apenas aprendeu a usar as funções naturais da Física Quântica para um determinado fim: a cura.  Quando o Terapeuta está fazendo seu trabalho, toda a sua energia está conectada com a do paciente, pois essa é a sua função. Estar ali exclusivamente para ajudar o corpo do paciente a se curar. O Terapeuta Body Talk não cura nada, ele apenas ajuda o corpo do próprio paciente a fazer aquilo que ele não está conseguindo fazer: se autocurar!

A autocura:

Uma informação interessante sobre isso nos é dada no livro: Quem se Atreve a ter Certeza? do Dr. José Pedro Andreeta e Maria de Lourdes Andreeta (São Paulo, 2004, Ed. Mercuryio). Na página 78 eles citam alguns dados fornecidos pelo Dr. Chopra, um dos cientistas que está nos possibilitando conhecer sobre Física Quântica: “Nós trocamos 98% dos átomos do corpo em menos de um ano e todos os átomos em dois anos e meio. Fundamentado nesses dados, o Dr. Chopra afirma que nós criamos um novo fígado a cada seis semanas, uma nova pele uma vez por mês, um novo revestimento do estômago a cada cinco dias, e um novo esqueleto a cada três meses”.

Capacidade Inata de autocura:

É interessante essa citação porque vem confirmar exatamente sobre essa capacidade inata do corpo de se renovar constantemente e essa renovação é de certa forma uma maneira de se autocurar (homeostase). Se nosso corpo se renova continuamente, nos perguntamos: Por que adoecemos? Por que muitas pessoas continuam com problemas de estômago se suas células são renovadas a cada cinco dias? Tomamos medicação para melhorar as dores, as azias e as ânsias em nosso estômago, fazemos cirurgias, mas apesar da renovação das células em cinco dias, por que é que não nos curamos definitivamente?

Por que algumas pessoas se curam e outras não?

A ciência médica sabe explicar o passo a passo de cada movimento de nosso corpo e cuida de maneira exemplar de nossas dores. Ela vai direto ao sintoma. Como também é certo de que todos nós queremos acabar logo com nossos sintomas, com as dores que nos atrapalham a viver melhor. Mas nem sempre isso é possível também. Muitas vezes, parece que as dores se vão, mas algo nos diz que elas estão ali à espreita, prontinhas para voltar. E elas voltam, não importa quando, mas voltam. Voltam piores, ou voltam silenciosas, devagar e também mais suaves. Outras vezes, elas não voltam. E isso nos leva a outras perguntas: Por que algumas pessoas se curam e outras não? Por que isso ocorre? A Medicina não sabe responder, a Física Quântica não sabe, nenhuma religião ou filosofia sabe, consequentemente, também não sabemos. Mas isso tudo não pode nos tirar a crença na possibilidade de acreditar na cura, ao contrário, deve nos impulsionar a tentar sempre, porque a cura é possível, mesmo que não saibamos em que medida. É por esse motivo que todos nós procuramos o socorro da Medicina Tradicional mesmo sabendo que para alguns dará resultado e para outros não. Por isso, o Terapeuta Body Talk deve sempre orientar o seu cliente a procurar um médico, a seguir corretamente suas prescrições e orientações.

Terapeuta, o observador das várias possibilidades do cliente:

Do Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami: Para eles, “os objetos são descritos e calculados como ondas de possibilidade que podem estar em dois ou mais lugares ao mesmo tempo, não como movimentos determinados. É a observação feita por alguém que precipita um dado evento dentre as várias possibilidades. Abre-se assim, a janela visionária: as possibilidades são possibilidades da consciência de escolher. Quando a consciência escolhe, precipita-se um evento real que consiste em um sujeito observando um objeto. Isso é o que o físico quântico chama de evento de ‘colapso quântico’. Isso significa a passagem de uma condição de possibilidade para um estado de ser. Devido às interações das partículas elementares, a causação ascendente nos oferece possibilidades;  é necessária uma consciência não-material para causar ‘colapso quântico’, para escolher uma realidade dentre possibilidades.

Body Talk, a conexão entre o Terapeuta e o cliente:

Do Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami: Desse modo, ver a saúde e a cura mediante a visão de mundo da Física Quântica confere imediatamente ao agente de cura e ao paciente o poder da causação descendente, o poder potencial de escolher a saúde a não a doença. O que resta então é aprender as sutilezas do exercício da escolha. E quando você faz esse aprendizado, descobre por que essa cura de si mesmo é tradicionalmente chamada de cura por meio de um poder superior, Espírito ou Deus: porque ela o leva do seu casulo de existência separada comum para um nível de ser não-local, holístico”.

Body Talk, doença como mudança:

Do Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami: “Nosso cérebro é um computador e ele processa apenas símbolos. Pensar implica processar significados. Pensar exige um corpo mental separado. Então, as possibilidades mentais são claramente não-materiais. Elas são possibilidades de significado. Em cada experiência, a consciência tem uma percepção física de um objeto físico, mas tem também uma percepção mental do significado do objeto. Consciência não é mente, é o fundamento de todo ser, o fundamento tanto da matéria como da mente. Matéria e mente são ambas possibilidades de consciência. Quando a consciência converte essas possibilidades num evento de colapso de experiência real, algumas possibilidades sofrem o colapso como físicas e algumas como mentais. Desse modo, a consciência é claramente a mediadora da interação entre mente e corpo. Abre-se então espaço para a cura mente-corpo em que a consciência (o agente causal da causação descendente) e a mente (da qual procede o significado) recebem uma função apropriada com relação ao corpo físico e sua cura. A doença é um lembrete para mudar o nosso modo de ser e corrigir a direção de nossa jornada para a totalidade, o destino para onde a cura nos leva”.

Body Talk, Medicina Integrativa e da Consciência:

Do Médico Quântico, do Dr. Amit Goswami: “Todos nós importamos com a saúde e a cura, com o nosso bem-estar físico. Todos procuramos recuperar a saúde quando a perdemos. Mas com a divisão da medicina em dois campos – convencional e alternativo – está cada vez mais difícil de escolher o método de cura apropriado quando dele necessitamos. Quando a medicina é formulada no contexto da Medicina Integral do primado da consciência, a medicina convencional e a medicina alternativa podem trabalhar juntas. Os ensinamentos da nova Física Quântica têm condições de integrar os diferentes modelos da medicina convencional e da medicina alternativa. As tradições da Medicina Alternativa são fundamentalmente um tanto sutis, um tanto vagas. Os corpos vital e mental sobre os quais os médicos falam são sutis, mas não há uma preocupação com isso. O que eles fazem não é em geral quantificável, mas isso também não os preocupa. Para diagnosticar, eles normalmente usam a intuição, não máquinas. E se sentem à vontade agindo assim. A linguagem com que se expressam e comunicam parece um pouco vaga, mas alcançam os seus objetivos. O que fazem é muito parecido com a poesia. A Física Quântica também se assemelha muito à poesia. Em vez de determinismo, a Física Quântica fala de incerteza. Em vez de partículas ou ondas, desta ou daquela visão da física clássica, a Física Quântica introduz complementaridade, onda e partícula, isto e aquilo. E mais importante de tudo, a Física Quântica leva consciência à física: quem observa o que acontece com o que está sendo observado. Assim, ela tem o potencial de harmonizar a arte com a ciência determinística, a criatividade com a fixidez. Creio que a Física Quântica é o instrumento apropriado para integrar a ‘poesia’ da medicina alternativa e a ‘prosa’ da alopatia. Essa medicina consciente vai além para abranger também as esferas da vitalidade, da significação e do próprio amor.

Body Talk = consciência e cura:

Aqui fiz uma coletânea dos assuntos tratados nesse livro caso seja de seu interesse dar continuidade à leitura do próprio livro: “A Física Quântica tem a potencialidade de validar a sua busca pessoal de cura e de indicar-lhe o modo de encontrá-la. Ela explica como a mente cria a doença, dá uma compreensão da importância das emoções em nossas dores, sobre o modo como a mente se impõe aos sentimentos, como isso produz a doença e sobre como podemos controlar a mente, prevenir a doença mente-corpo, lidar com ela e mesmo curar-nos adotando as técnicas da medicina mente-corpo. Dá uma visão também de como a cura pode ser uma oportunidade de crescimento espiritual. O pensamento quântico e do primado da consciência facilita compreender a saúde de um modo integral, realmente holístico, mostrando como cada um de nós tem o poder de escolher entre a doença e a saúde. A consciência facilita a compreensão da natureza da dor e como adotar estratégias para lidar com ela, ajuda a entender o significado e o contexto da doença e da enfermidade, como também inspira a pensar em empreender a jornada da cura de si mesmo em caso de necessidade.

Em resumo: A Física Quântica facilita a compreensão de que a doença e a cura são aspectos constitutivos do estudo de si mesmo, da sua busca pessoal da plenitude, e da capacidade para escolher a saúde e não a doença, a unidade e não a divisão”.

Body Talk, Medicina Integral e Teoria dos Sistemas:

Da leitura do livro citado aqui e de outros que tratam também da Física Quântica destaca-se um novo paradigma da medicina denominada de Medicina Integral. Esse novo paradigma mostra claramente como se processam a cura da mente e do corpo, como é possível usar várias práticas de cura juntas, conforme seja necessário, sem excluir a medicina convencional. O Body Talk, que faz parte da Medicina Integral, adota a ‘Teoria dos Sistemas’ em que o corpo é energia interagindo com energia em múltiplas formas. Esse paradigma se baseia no reconhecimento das inter-relações dinâmicas existentes no corpo. É necessário reconhecer que todos os inter-relacionamentos estão sendo sincronizados e coordenados por uma sabedoria inata, infinitamente maior em inteligência. Para ser uma atividade holística, deve-se prestar atenção à ligação do espectro inteiro de sistemas (físico e energético) e reconhecer cada sistema individual como parte de um todo dinâmico e interativo.

ESSA TERAPIA NÃO SUBSTITUI OUTROS TRATAMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. PROCURE SEMPRE O SEU MÉDICO E SIGA CORRETAMENTE SUAS PRESCRIÇÕES E ORIENTAÇÕES.

Comments are closed.